Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Faculdade de Química: Química Inorgânica



Este artigo tem o propósito de te informar sobre os desafios e contribuições encontrados na matéria de química inorgânica do curso superior de química. Trata-se de uma das disciplinas fundamentais do curso, e fornece uma base muito importante para as próximas químicas, mesmo as orgânicas, já que fala sobre as diferentes geometrias das moléculas.

Metodologia de ensino

Esta matéria possui aulas práticas e teóricas onde foi possível vivenciar o que era apresentado nos livros, as formações de complexos, as diversas cores dos metais em seu estado de transição, a liberação de gases ao fim de reações e eficiência de catalisadores em acelerar uma reação.

Para as aulas teóricas as principais referências bibliográficas adotadas foram Química Inorgânica – Shriver e Atkins e Química Inorgânica não tão concisa – Jd Lee, onde o livro do Shriver apresenta uma linguagem mais rebuscada, porém é bem completo e detalhado e o livro do Jd Lee apresenta uma linguagem mais simples, porém apresenta alguns erros, aparentemente de tradução, que atrapalham na hora de estudar para uma prova por exemplo, por criar dúvidas sobre o conteúdo.

As aulas eram ministradas através da lousa ou de apresentações em power point a fim de trazer o conteúdo presente nas bibliografias de forma resumida. Era possível estudar para as avaliações somente pelo conteúdo do caderno porem o uso das referências facilitava o entendimento de partes que foram pouco explicadas.

Na aula pratica, o conteúdo usado como referência bibliográfica e como procedimento para os experimentos executados foi uma apostila criada pelos próprios professores da instituição onde eram descritos os experimentos, porém era necessário fazer anotações durante a aula, pois as reações que aconteciam durante os experimentos na maioria dos casos não estava na apostila e algumas das vidrarias sugeridas pela apostila não estavam disponíveis no laboratório, sofrendo adaptações, o famoso “jeitinho brasileiro” para que tudo corresse conforme o esperado.

Outra referência bibliográfica importante, neste caso principalmente para as aulas práticas, é o livro Química Analítica Qualititica – Voguel, onde é possível encontrar a maioria das reações que ocorrem em experimentos qualitativos de forma detalhada para usar nos relatórios que devem ser elaborados.

Forma de avaliação

Na aula teórica a avaliação foi realizada por provas e estudos dirigidos e as provas principalmente as últimas, que tratavam de grupos funcionais e geometria de complexos, apresentavam uma complexidade elevada. Assim recomendo que se empenhem em adquirir nota em outras partes do semestre, como na parte que estuda eletroquímica que é um conteúdo mais tranquilo.

Na aula prática a avaliação é feita por meio de relatórios, geralmente feitos em duplas, e de avaliações. Estas avaliações podem ser praticas ou teóricas, varia muito de professor para professor. No meu caso tive os dois tipos de avaliação e achei a prática muito mais simples.

A prova prática consiste em explicar, você e sua dupla, os passos de um dos experimentos realizados, mostrando as adaptações que tiveram que ser feitas, os problemas encontrados e explicando qual eram os resultados esperados. Já a prova teórica era baseada nos relatórios desenvolvidos, sendo assim necessário dominar as reações que estavam ocorrendo, o nome das etapas do experimento, o cálculo de rendimento e as evidencias de reações de cada etapa.

Quanto aos relatórios, estes servem para descrever tudo o que ocorre durante o experimento, deste ao procedimento adotado ao resultado obtido, tudo descrito de forma detalhada seguindo as regras da ABNT e fazendo uso de bibliografias.

Considerações finais

Consiste em uma disciplina de extrema importância para o curso, e se feita com a merecida dedicação pode agregar muito conhecimento, sendo usada além até da vida acadêmica, já que faz parte do dia a dia do profissinal da química também no ambiente de trabalho.

Débora Souza, graduanda em Química Tecnológica pelo CEFET-MG



Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos