Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Faculdade de Educação Física: Ginástica Geral



Bases e princípios do treinamento físico

O que é essa disciplina?

Essa disciplina é ministrada pelo professor Valmor Tricoli da Escola de Educação Física e Esporte, sendo um dos docentes que compõem o corpo da disciplina esporte na graduação da teoria à prática onde ele conversa sobre bases e princípios do treinamento que irão ajudar você a administrar e a gerenciar de forma segura e eficaz o seu programa de treinamento físico e o seu envolvimento com modalidades esportivas.

O que se estuda nesta matéria?

O início da disciplina trata sobre o aquecimento, o aquecimento como o próprio nome diz tem uma função primordial que é o de elevar a temperatura do corpo. E porque elevar a temperatura do corpo é importante? Já tem sido demonstrado que aumentar a temperatura do corpo em 1 grau Celsius pode aumentar o seu desempenho físico em 2 e em 5 por cento. Dessa maneira se você quer ter o melhor rendimento vale a pena investir alguns minutos no aquecimento.

É evidente que no mundo real, diferente das condições de laboratório controlar precisamente a temperatura do seu corpo é extremamente difícil. Dessa maneira vão ser dados algumas dicas para que você faça na prática do seu dia-a-dia: comece com uma atividade submáxima, ou se você preferir de caráter moderado fazendo uma tarefa como correr, caminhar, pedalar ou até mesmo nadar. Mantenha esta tarefa por aproximadamente 10 a 15 minutos ou até seu corpo começar a suar, esses são indicativos práticos que a temperatura do seu corpo está aumentando.

É importante lembrar que no início do processo de aquecimento a temperatura do seu corpo sobe rapidamente mas depois ela se mantém estável pelos próximos 15 a 20 minutos, o que significa que o tempo de transição entre o aquecimento e sua tarefa alvo sobem com o processo de aquecimento, elas começam a declinar exatamente após o final da tarefa então encurta o seu tempo de transição entre o aquecimento e sua tarefa alvo, isso é muito importante principalmente em dias frios.

E falando nisso é bom lembrar que o aquecimento sofre influências do meio ambiente, o que isto significa? Que num dia muito frio é melhor fazer um aquecimento mais longo e mais intenso e num dia muito quente ou num dia muito úmido tome cuidado porque você pode mexer com a sua tolerância à elevação da temperatura durante à prática da sua atividade física propriamente dita, então controle o seu aquecimento.

Para finalizar o seu aquecimento é sempre recomendável que você faça algo de caráter específico, ou seja se você vai jogar futebol chute algumas bolas, se você vai jogar basquetebol arremesse a cesta e se você vai nadar entre na piscina, se você fez o seu aquecimento fora da piscina.

O aquecimento específico é um momento especial para você revisar os seus esquemas motores, mentalizar a sua tarefa e é considerado como um componente psicológico do aquecimento e ele é muito importante para otimizar o seu desempenho. É bom lembrar também que não há evidências de que fazer aquecimentos evita lesões. O objetivo primordial para que você faça o seu aquecimento é a melhoria do seu desempenho motor, algo que deve ser pensado na sua próxima atividade física.

Vamos falar agora da flexibilidade. A flexibilidade deve sempre ser feita após o aquecimento, porque o aquecimento melhora a contratividade da musculatura portanto a sua musculatura irá responder melhor ao treinamento da flexibilidade. A flexibilidade é uma capacidade motora composta de dois fatores:

  • mobilidade articular
  • elasticidade muscular ( alongamento )

Normalmente nós treinamos a elasticidade muscular por isso do nome alongamento e não só flexibilidade.

Para treinar o tal alongamento você tem basicamente duas maneiras, uma delas chamada de alongamento dinâmico e a outra de alongamento estático, ou se você preferir flexibilidade dinâmica e flexibilidade estática. Normalmente as pessoas utilizam no seu dia-a-dia a flexibilidade estática e é sobre ela que nós vamos comentar: Como executar a flexibilidade estática.

Normalmente você aumenta a amplitude de movimentos e atinge a chamada posição alongada e a mantém por um determinado período de tempo retornando a posição inicial. Talvez a sua grande pergunta seja: Quanto tempo e qual intensidade? A melhor resposta em relação a intensidade é que você aumente a amplitude do seu movimento de uma posição de desconforto mas nunca de dor, a dor pode ser um sinal que você está ultrapassando os seus limites e o tempo que você deve manter a posição alongada deve estar ao redor de 20 segundos para que de fato os efeitos do treinamento sejam persistentes.

Não se esqueça também de controlar o número de repetições: entre 3 e 4 repetições para cada grupamento muscular principal do seu corpo que serão envolvidos na tarefa específica é o suficiente para que você tenha bons desempenhos de flexibilidade. Lembre-se: ter uma boa amplitude de movimentos nas principais articulações do seu corpo vai te ajudar no seu desempenho físico, no seu desempenho esportivo, mas além disso a flexibilidade é um componente importante e fundamental da aptidão física relacionada à saúde.

Quais as dificuldades que encontramos no estudo dessa disciplina?

Importante lembrar se é que existe associação entre o seu desempenho de flexibilidade e a possibilidade de lesões na prática de atividades físico-esportivas. A evidência científica mostra que se você tem um bom grau de flexibilidade você tem menor chance de ter lesões de caráter aguda ( no ato ), ou seja aquelas que acontecem no momento da prática do que lesões de caráter crônico ( pelo tempo ) que se acumulam pelo tempo de prática, além disso as atividades que envolvem os chamados exercícios explosivos ou repentinos de alta intensidade são as atividades que se beneficiam desse melhor desempenho de flexibilidade do seu corpo. As atividades de longa duração como nadar, pedalar ou correr por longas distâncias não tem associação com a diminuição do grau de lesões com o desempenho de flexibilidade.

O que os professores da faculdade mais cobram?

Assuntos relacionados a forma de manipular o princípio da sobrecarga por exemplo. Você pode trabalhar basicamente com quatro variáveis: Intensidade, Volume, Frequência e tipo de atividade. Vamos começar com volume e intensidade, a intensidade da tarefa é o quanto difícil ela está sendo pra você executar, o volume é a quantidade, em alguns casos pode ser interpretado como duração da tarefa. Volume e intensidade tem uma duração de quanto maior a intensidade maior a duração e vice-versa também é verdadeiro.

No início do seu processo de treinamento físico controle a sua atividade explorando muito mais o volume com a duração e a intensidade lentamente, aumente progressivamente a quantidade de exercícios e não a sua dificuldade. As suas próximas variáveis são a frequência e o tipo de atividade. A frequência do treinamento deve ser em dias alternados com um mínimo de 3 vezes por semana, não faça treinamento de final de semana com três vezes: sexta, sábado e domingo, preferencialmente de 48 horas de intervalo entre as sessões de treinamento porque o seu corpo precisa de recuperação para se adaptar. Com relação ao tipo de atividade você terá uma grande oportunidade de explorar os diferentes workshops oferecidos, os diferentes centros de práticas esportivas da universidade de São Paulo, tente variar as suas tarefas, participando de modalidades esportivas tanto de caráter coletivo e se possível intercalar as suas atividades com o famoso treinamento de musculação que irá proporcionar você melhor condicionamento para o envolvimento com a sua tarefa escolhida.

Qual a contribuição desta disciplina para o meu curso superior?

Por último destaca-se um importante princípio do treinamento físico que é chamado de reversibilidade. O que isto significa? Se você parar de treinar, os benefícios que você obteve no treinamento físico aos poucos vão diminuindo, desaparecendo e você retorna a ser um indivíduo sedentário. A grande vantagem é que se você decidir treinar novamente o seu corpo se adapta mais rápido. Basicamente a mensagem a ser passada é para não desistir e manter o treinamento físico constantemente, assim você terá melhores condições de saúde no seu dia-a-dia para a prática das suas atividades diárias.

Então para finalizar, deve ser feito o aquecimento, controle o seu aquecimento, não esqueça da sua flexibilidade, um importante componente da saúde. Controle o seu treinamento, intensidade, volume, frequência e tipo de atividade. Com relação a intensidade pense na sua zona de conforto se você sentir tontura, mal estar, náusea ou cansaço excessivo interrompa a sua atividade e lembre-se sempre é fundamental a orientação e a instrução de um profissional qualificado que você irá encontrar em todos os centros de prática esportiva da universidade de São Paulo.

Júlia Guimarães Ubiali, estudante de Licenciatura em Ciências Exatas - USP São Carlos



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos