Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Sistemas Estruturais - Faculdade de Engenharia Civil



A disciplina Sistemas Estruturais estuda os diversos tipos de estruturas presentes na construção, capazes de suportar os esforços sem se deformarem ao longo do tempo. Estruturas como pontes, vigas, pilares, arcos, lajes, grelhas que suportam esforços da natureza como vento, terremoto, gravidade, além de cargas como o peso próprio e os esforços a que são submetidas. É uma disciplina base para a engenharia civil e de extrema importância para o desenvolvimento de projetos estruturais.

Opinião sobre a matéria

É uma matéria recheada de exercícios e cálculos de cargas aplicadas à estrutura e análise de diagramas. Além disso, também aprendemos a teoria por trás das estruturas e das cargas aplicadas, suas definições e características. Não é uma matéria muito fácil, mas também não é impossível de se aprender. Como a maioria das disciplinas do curso de Exatas, exige dedicação e raciocínio lógico para a resolução dos problemas. São problemas reais, aplicáveis no dia-a-dia da Engenharia.

O que é estudado

É apresentado ao aluno conceitos de estrutura, os tipos de elementos estruturais (linear, superfície e volume): vigas, barras, pilares, tirantes, placas, chapas, lajes, grelhas, treliças, pórticos, arcos, blocos, entre outros. Conceitos de cargas: esforço normal, cortante e momento fletor, momento torsor; classificação das cargas em permanentes, acidentais, excepcionais, térmicas, entre outras. Condições de apoio: fixo, móvel, rotulado, engastado. Além disso, são relembrados conceitos como as grandezas vetoriais de força e momento, diagrama de corpo livre, decomposição de forças.

Toda a teoria é aplicada nos estudo do equilíbrio dos corpos rígidos, onde todas as cargas devem se equilibrar para que a estrutura permaneça estática e segura para os usuários. Para que um corpo esteja em equilíbrio, a somatória das forças aplicadas horizontais, verticais e momentos devem ser iguais a zero. Para isso, são determinados os cálculos e diagramas em estruturas como vigas, pórticos e treliças isostáticas.

São propostos diversos exercícios para a aplicação dos conceitos apresentados. Apesar de muitos conceitos e exercícios em sala, toda a matéria apresentada abre os olhos do aluno para enxergar as construções de forma diferente, sabendo diferenciar os elementos estruturais e tendo uma visão crítica das cargas aplicadas e a interação com as forças da natureza.

Como são as aulas

As aulas são dentro da sala de aula, resolvendo muitos exercícios e diagramas. Cada exercício proposto tem sua forma de ser calculado, dependendo do tipo de estrutura e do tipo de carga aplicada. O professor pode aplicar listas de exercícios e trabalhos para serem apresentados relacionando os tipos de estruturas com as construções e obras em execução. O professor pode pedir à turma para visitar alguma obra e exemplificar as estruturas da obra, os tipos de cargas e os apoios com o que foi aprendido em sala.

Principais dificuldades

A principal dificuldade apresentada nesta disciplina está em resolver os exercícios propostos e os diagramas. Não são operações difíceis e complexas como nas disciplinas de Cálculo, mas exigem certa atenção e lógica para a realização da sequência de cálculos. Outra dificuldade apresentada pode ser devido ao aluno não ter aprendido matérias anteriores que se relacionam com esta disciplina como Física, Mecânica e Resistência dos Materiais.

Conclusão

Esta disciplina é uma das bases para o desenvolvimento de um bom projeto estrutural. Todos os profissionais que pretendem se especializar nesta área ou mesmo aqueles que queiram apenas atuar na execução de obras devem se dedicar a aprender esta disciplina. A análise estrutural é uma das primeiras e mais importantes etapas do projeto estrutural e esta á e disciplina base para este conhecimento. Aqui está um dos pilares da Engenharia Civil, e não dominar esta disciplina pode acarretar em muitas dificuldades nas disciplinas posteriores que se complementam a esta.

Viviane Alves, engenheira civil pelas Faculdades Integradas do Norte de Minas



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos