Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Curso Superior de Matemática: Didática Geral



A disciplina de Didática Geral é ministrada para o curso de Licenciatura em Ciências Exatas com qualquer ênfase, ou seja, no núcleo geral. É uma disciplina obrigatória, com carga de 4 créditos e carga horária de duas horas presenciais.

O que é a disciplina de Didática Geral?

A didática geral é uma disciplina que vai ajudar o futuro educador a lançar um olhar reflexivo para a educação, a escola, o professor, o educando, enfim para os processos ensino e aprendizagem. Em uma Didática diversificada e reflexiva, desvencilhada da ideia tecnicista.

Dessa forma surge a oportunidade para refletir e trocar ideias sobre a prática pedagógica no contexto dos ensinos fundamental e médio, os quais serão seus campos de atuação. Na didática o sonho de uma melhor forma de se adquirir conhecimento se torna realidade.

O que se estuda na disciplina de Didática Geral?

Na disciplina Didática Geral serão discutidos e analisados a didática com sua contextualização histórica desde o início com alguns pensadores e movimentos. Na disciplina de didática também será ensinado o planejamento e consequentemente a formalização nos planos de aula e ensino. Também serão discutidos os conteúdos de ensino de forma a serem selecionados e organizados para serem traduzidos de uma forma que esteja clara aos alunos. Na disciplina também é ensinado - dentro do contexto ensino aprendizagem - a importância do processo de avaliação.

Em didática se estuda inicialmente sobre a Grécia Antiga que deve ser aprendida para o seu entendimento em sua contextualização histórica. A cultura helênica, a escola de Atenas até chegar a João Amós Comênio que escreveu uma importante obra da didática, a Didática Magna e depois a didática comeniana em que o fundamento dá-se na própria natureza e depois sobre Jean - Jacques Rousseau. A Escola Nova foi formulada com base nas contribuições de Pestalozzi, Kerschensteiner, um alemão e do francês Decroly.

Saviani faz uma crítica à Escola Nova e logo depois vem uma nova conceituação da Didática com 2 marcos, o 1º com objeto de estudo o Método e o 2º com ênfase no método ressaltando as características de sequência e ordem no processo didático.

Libâneo também critica o conceito de ensino como simplesmente transmissão aos alunos, exercícios que se repetem e memorização de fórmulas.

Na conceituação e importância da avaliação o primeiro autor abordado é Luckesi onde ela é entendida.

Uma clara explicação de Luckesi é dada por Léa Despresbiteres. Também Mizukami conclui que a avaliação da aprendizagem deverá ir além de testes, ou provas, podendo verificar mediante formas livres de aprendizagem.

Outro importante autor é Benjamin S. Bloom com três funções básicas avaliativas.

Como são as aulas?

As aulas são de duas horas. São compostas de seminários, discussões e atividades em aula.

Para entender o que é didática, precisamos retornar a Grécia Antiga... Muito se houve falar da cultura helênica e de sua influência no Mundo Ocidental até nossos dias.

Uma das dificuldades está na inauguração da didática que segundo Castro vem de uma crise e constitui um marco revolucionário.

O que os professores da faculdade mais cobram?

Os objetivos estão baseados em estudos sobre os Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de primeira a quarta séries, ( PCNs ), ( documentos oficiais ), elaborados pelo Ministério da Educação, publicados no ano de 1997, e a gestão. Essa coleção contém 10 volumes de diversas áreas do conhecimento com o objetivo de auxiliar o professor em seu trabalho.

Qual a contribuição dessa disciplina para o meu curso superior?

Uma grande frase poderia explicar a contribuição de didática para o meu curso superior:

“Escola é... o lugar onde se faz amigos

não se trata só de prédios, salas, quadros,

programas, horários, conceitos...

Escola é, sobretudo, gente,

Gente que trabalha, que estuda,

Que se alegra, se conhece, se estima.

O diretor é gente,

O coordenador é gente, o professor é gente,

o aluno é gente, cada funcionário é gente.

E a escola será cada vez melhor

na medida em que cada um se comporte

como colega, amigo, irmão.

Nada de ’ ilha cercada de gente por todos os lados’

Nada de conviver com as pessoas

e depois descobrir que não tem amizade a ninguém

nada de ser como o tijolo que forma a parede,

indiferente, frio, só.

Importante na escola não é só estudar, não é só trabalhar,

é também criar laços de amizade,

é conviver, é se ‘amarrar nela’!

Ora, é lógico... numa escola

assim vai ser fácil estudar,

trabalhar, crescer, fazer amigos,

educar-se, ser feliz.” ( Paulo Freire )

Júlia Guimarães Ubiali, estudante de Licenciatura em Ciências Exatas - USP São Carlos.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos