Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Faculdade de Engenharia Civil: Mecânica dos Solos e Fundações



As Disciplinas Mecânica dos Solos e Fundações são complementares entre si. Na primeira, estudamos o comportamento do solo, suas principais características e classificações. Na segunda, aprendemos os diversos tipos de fundações empregados na construção civil e sua relação direta com o tipo de solo. A escolha da fundação será determinada pelo tipo de solo e suas características determinadas pela Mecânica dos solos.

Opinião sobre a matéria

São matérias de extrema importância no currículo da graduação por ser a base do conhecimento sobre solos e fundações. Dar a importância necessária a este tema é requisito de qualquer bom profissional, já que toda a edificação é apoiada na fundação.

Um exemplo de catástrofe que pode ocorrer quando este assunto é negligenciado são os prédios na orla da praia de Santos, que tiveram sérios problemas com a fundação. Houve ali um recalque do solo, trazendo como consequência problemas de segurança e prejuízos.

O que se estuda na matéria

A Mecânica dos Solos aborda desde a geologia, o processo de formação e a classificação dos solos, até as características peculiares do mesmo, como seu comportamento quando submetidos a tensões. Para isso, são aplicados em sala de aula conceitos de classificação de rochas, processos de intemperismo, formação e tipologia de solos, de acordo com a origem.

Além disso, aprende-se também a classificação do solo de acordo com o tamanho de seus grãos através do peneiramento, em aula prática de laboratório. São definidos os índices físicos do solo: umidade, vazios, porosidade, saturação, peso específico, entre outros. Para estes índices são utilizadas fórmulas simples de divisão e multiplicação.

Para a disciplina de fundações são estudadas as tensões admissíveis no solo, bem como o procedimento de sondagem, os tipos de fundações e a metodologia construtiva de cada uma.

Na aula de sondagem, por exemplo, é ensinado como ler e interpretar um laudo de sondagem e o passo-a-passo da execução da sondagem SPT. Estuda-se as tensões no solo, bem como a pressão da água, o fenômeno da capilaridade, entre outros tópicos, sempre considerando a deformação e a ruptura do solo.

Após o conhecimento de todos estes conceitos, é introduzido os tipos de fundações. A escolha do tipo certo de fundação vai depender de todos os fatores estudados previamente, além de levar em consideração as fundações vizinhas, o método construtivo de cada região, viabilidade técnica e econômica, entre outros.

Nesta etapa, é visto os tipos de fundação rasas (sapatas, blocos, radier, vigas de fundação) e profundas (tubulões e estacas), bem como o dimensionamento e características construtivas de cada uma.

Como são as aulas na faculdade

As aulas de Mecânica dos Solos são teóricas com algumas aulas práticas em laboratório. As aulas em laboratório são importantes para a visualização dos procedimentos de classificação granulométrica e para verificar os índices de vazios e saturação do solo.

A maioria das aulas, no entanto, é dentro da sala com muitas fórmulas e cálculos. As aulas de Fundações envolvem muita teoria, além dos cálculos. É apresentado também as Normas Técnicas referente a cada tipo de fundação.

Quais são as dificuldades

As dificuldades apresentadas podem ser referentes à absorção dos conceitos para a aplicação das fórmulas. É importante saber o que se está calculando e o porquê se está calculando. Os cálculos em si não são difíceis. Outra dificuldade apresentada pode ser aprender a diferenciar todos os tipos de fundações por suas características.

Conclusão

Como dito anteriormente, são matérias complementares e de muita importância pra o profissional. A deficiência destes conhecimentos pode trazer futuramente muita dor de cabeça, além de riscos de segurança e prejuízos em empreendimentos cuja fundação e tipo de solo são negligenciados.

Muitos problemas construtivos vistos atualmente em diversas edificações poderiam ser facilmente evitados com o estudo do solo e a escolha correta do tipo de fundação. Muitas patologias existem porque o solo não foi estudado antes de ser escolhida a fundação.

Em muitas obras, principalmente as ilegais (sem o devido acompanhamento técnico) esta é uma etapa muitas vezes deixada de lado, justamente pela falta do conhecimento. Mesmo em pequenas construções deve-se estar atento para a sondagem de solo antes de começarem os projetos preliminares, afinal, não há como ter projeto sem antes ter em mãos o laudo de sondagem do solo. A fundação é a base da construção. Não adianta ter a mais bela das construções se a base não é firme.

Viviane Alves, engenheira civil pelas Faculdades Integradas do Norte de Minas



Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos