Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Graduação em Enfermagem: Matéria Epidemiologia



O que é Epidemiologia?

É uma disciplina obrigatória do curso de graduação em enfermagem, cujo principal alvo de estudo é formar uma base de conhecimento a respeito dos fatores que determinam a freqüência e a distribuição dos eventos relacionados a saúde e doença na população, correlacionando a vigilância epidemiológica e o sistema de informação em saúde com a prática cotidiana do profissional de saúde.

Como se estuda essa disciplina?

Os temas são trabalhados por meio de atividades teóricas, dinâmicas de grupo que estimulem a pesquisa e atividades práticas de observação em comunidades. Ou seja, há o estudo teórico conceitual em sala e, posteriormente, a execução de atividades dentro e fora de aula que expressam o que e quanto do conteúdo foi absorvido pelos alunos. Os professores costumam pedir apresentações lúdicas realizadas em grupo, e também estudos baseados em pesquisas realizadas em campo prático, visando obter dados estatísticos.

Como são as avaliações?

Não costumam haver cálculos, apenas os que são extremamente necessários para a observação de alguns indicadores de saúde. As avaliações normalmente têm questões teóricas, e os trabalhos realizados em sala também compõem a nota dos alunos. O principal avaliado pelos professores é a capacidade de percepção do aluno quanto aos determinantes sociais, o que requer dele bom embasamento nos conceitos fundamentais da disciplina. Por isso, essa temática é muito cobrada nas provas. Mas não são difíceis.

Qual a importância dessa disciplina para a Enfermagem?

É uma das disciplinas essenciais ao profissional enfermeiro, uma vez que este trabalha diretamente com as populações e os contextos nos quais ela se desdobra. Conhecer determinantes sociais, história natural da doença, níveis de prevenção, medidas de frequência, indicadores de saúde, métodos de investigação epidemiológica, o sistema de informação em saúde, conceitos como vigilância epidemiológica, epidemiologia descritiva e transição demográfica permitem ao profissional e sua equipe compreender que a Epidemiologia hoje está caminhando para um novo paradigma, onde a ideia da saúde como qualidade de vida é resultado de complexo processo, onde há uma integração das dimensões sociais, ambientais, políticas, econômicas, comportamentais, biológicas e de saúde.

Também o permite relacionar os conceitos da Epidemiologia com os dados e informações veiculados na mídia sobre o processo saúde e doença de seus clientes, reconhecer que as medidas de promoção, proteção e recuperação da saúde, entender o conceito de vigilância em saúde como um ponto de partida para obtenção da qualidade de vida da comunidade, ser corresponsável enquanto profissional da saúde, no que diz respeito a qualidade dos registros, para obtenção de dados fidedignos sobre os determinantes de saúde da população, correlacionar as informações e dados oficiais com a realidade observada na rotina dos serviço, utilizando recursos tecnológicos disponíveis.

Quais as dificuldades que podem ser encontradas pelos estudantes?

Pessoas que não gostam de estatística podem ter alguma dificuldade com a disciplina e com sua aplicação prática. Isso porque são constantemente analisados dados e gráficos, o que exige o conhecimento prévio de algum nível de álgebra pelos alunos. Além disso, é importante saber manusear meios tecnológicos como computadores e softwares, pois, ainda que na disciplina em si não haja necessariamente uma experiência prática, em disciplinas posteriores, e até mesmo em estágios e na prática profissional, será requerido do acadêmico o manuseio de sistemas de informação, o que exige conhecimento diretamente ligado ao que se estuda em epidemiologia.

Quem não conhece os sistemas da área da saúde, assim como quem não tem muito domínio da matemática, deve dedicar-se um pouco à isso, pois pode vir a atrapalhar posteriormente em outros conteúdos. Ainda assim, os cálculos não exigem um nível aprofundado de álgebra, costumam ser fáceis e grande parte dos alunos não apresentam grandes dificuldades para realizá-los.

Como eu tinha alguma dificuldade em matemática, estudei desde o começo da matéria alguns assuntos, e aproveitei os tempos que tinha disponível para pesquisar e aprender um pouco mais sobre o sistema de informação de saúde, o que me permitiu ir bem melhor na matéria -e em outras também.

Carla Fernandes, acadêmica de Enfermagem da Unigranrio.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos