Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Faculdade de Química: Estágio Curricular Supervisionado



Cumprir o estágio curricular supervisionado obrigatório é uma das exigências para se obter o diploma de um curso superior, onde, o discente deve exercer uma certa carga horária definida na matriz curricular do curso em que está matriculado. O desempenhar de um estágio apresenta grande importância na vida profissional e acadêmica de um aluno, fazendo com que o mesmo possa exercer seus conhecimentos teóricos obtidos em sala de aula e adquira competência prática sobre a sua área de atuação.

O estágio é, geralmente, o primeiro contato entre o estudante e o mercado profissional, sendo assim, uma maneira de descobrir se o aluno realmente se identifica de forma prática com a área de estudo escolhida por ele. Antes de começar um estágio é interessante que o candidato conheça algumas informações como, onde é possível se realizar um estágio, qual a documentação necessária, elaboração de relatórios, dentre outras.

Onde cumprir estágio

Empresas privadas ou públicas, instituições federais, estaduais ou municipais e também profissionais de nível superior que possuam certificação em conselhos de fiscalização profissional podem ofertar estágio, de acordo com a Lei nº 11.788/08. Fica a critério do estudante buscar a oportunidade que mais se adeque ao seu perfil.

Documentação exigida

As instituições de ensino requerem uma série de documentos para formalizar um estágio por exemplo, ficha de cadastro do aluno e da empresa, documentos básicos do estudante (RG, CPF, etc), plano de atividades e termo de compromisso entre a instituição, a parte concedente e o educando. Para a realização do estágio é também necessário que um professor orientador supervisione e avalie as atividades desenvolvidas pelo estagiário.

Relatórios

Durante o estágio o estudante deve elaborar e entregar relatórios que descrevam todas as atividades por ele realizadas, os quais serão avaliados e acompanhados pelo professor orientador. São dois tipos de relatórios que devem ser desenvolvidos, sendo eles, parcial e final. Os relatórios parciais, são entregues a cada mês ou depois de uma certa quantidade de horas estagiadas, que será definido pela instituição de ensino.

Comumente, devem conter em detalhes todas as atividades executadas e as dificuldades/facilidades encontradas ao desenvolvê-las. O relatório final é um documento formal, construído a partir de um modelo de formatação determinado pela própria instituição. Usualmente, nele são apresentadas, uma breve introdução, evidenciando o objeto do estágio e um resumo do conteúdo do relatório. Uma sucinta caracterização da empresa e do estágio, contendo um curto histórico, visão e missão da empresa e outros dados que possuam relevância.

A parte mais significativa do relatório final é o desenvolvimento do estágio, que deve descrever as atividades desenvolvidas, os resultados obtidos e trazer um referencial teórico. Por fim, uma conclusão, abordando os principais conhecimentos adquiridos, a relevância do estágio para a formação acadêmica e profissional do estudante, etc. Em geral, um relatório final de estágio possui 30 páginas, mas esse número pode variar de acordo com cada área de formação.

O decorrer do estágio é um período de muito aprendizado para o estudante, tanto pessoal como profissional. Dificuldades são evidenciadas na prática que até então, com apenas os conhecimentos teóricos, não eram percebidas. Aptidões são reveladas, o estudante tem consciência se fez a escolha de curso correta. Além de agregar experiência profissional ao estagiário.

Rita Sannara B. do Nascimento, Tecnóloga em Processos Químicos – IFCE.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos