Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Disciplina Botânica do Curso Superior de Ciências Biológicas



A botânica é uma disciplina de suma importância para o curso de ciências biológicas, isto porque é a base para os primeiros estudos da vida e comportamento das plantas. Normalmente a botânica ou em alguns cursos, biologia vegetal, é ministrada nos primeiros períodos da faculdade.

O que é?

A botânica é caracterizada como a ciência que estuda, analisa, descreve e classifica as plantas, ou o reino vegetal, também conhecida como biologia vegetal, esta ciência pode ser dividida em algumas subáreas como a fisiologia vegetal que irá tratar de toda a questão química e hormonal das plantas, a morfologia vegetal que nos ajuda a entender as formas e comportamentos das plantas, e a taxonomia ou sistemática vegetal que tem a função de classificar os vegetais quanto como por exemplo a classe, ordem, família, gênero e espécie.

Nesta disciplina estudamos especificamente por capítulo, cada órgão essencial do corpo e da vida de uma planta, sendo raiz, caule, folha, flor e fruto. Aprendemos detalhadamente sobre cada um deles, suas funções, características e comportamentos.

Além das características principais de cada órgão, estudamos também algumas particularidades desses órgãos, como posso dar em alguns poucos exemplos:

- Raiz

Função principal da raiz é a fixação do vegetal ao solo e a absorção de água e nutrientes para a planta. Algumas particularidades estudadas das raízes são os tipos de raízes existentes em diversas plantas, elas podem ser raízes pivotantes, raízes de sustentação como a do milho e raízes tuberosas como as da mandioca.

- Caule

É o órgão da planta que surge na superfície depois das raízes, tem uma das funções principais sustentar a copa e os galhos das plantas, além de conduzir pelo xilema e floema, toda a água e nutrientes que são absorvidos pelas raízes para a planta toda. Porém também tem suas particularidades como os tipos de caule, que podem ser lenhosos como os troncos das árvores, mas também podem ser herbáceos como os de plantas menores como ervas e pequenos arbustos, estipe é o caule das palmeiras que erroneamente é chamado de tronco, e existe o colmo que é denominado o caule do bambu e da cana de açúcar. Outra característica fundamental estudada nos caules são suas divisões em nós e entre nós, que são de estima importância para os estudos botânicos.

As aulas de botânica no curso de ciências biológicas são divididas em aulas teóricas e aulas práticas, nas aulas teóricas todo o conteúdo é passado pelo professor por capítulos (quando se usa um livro texto da disciplina), cada capítulo é sobre um órgão diferente da planta, com provas normalmente sobre dois órgãos da planta. As práticas na maioria das vezes são realizadas nos laboratórios de botânica ou anatomia vegetal, nessas aulas são usados lupas e microscópios as vezes, para visualizar algumas características de algum órgão da planta.

Quais as dificuldades?

As aulas teóricas habitualmente são dadas pelo professor por apresentação de slides, para que tenha fotos para uma melhor absorção do conhecimento por parte dos alunos. A principal dificuldade dos alunos nesta disciplina se dá pela leitura excessiva para que se compreenda com êxito, todas as funções e peculiaridades das partes das plantas. Esta dificuldade é exemplificada perfeitamente quando se trata da associação entre um tipo de caule e uma espécie que é constituído este tipo de caule, por exemplo: Qual tipo de tronco que as palmeiras possuem? Ou seja, dificuldades que são superadas com leitura e consultas para tirar as dúvidas com monitores da disciplina, ou até ao professor.

Quais as aplicações?

Como mencionei anteriormente, a botânica é de suma importância para as ciências biológicas, isto porque a biologia é composta por diversas áreas como por exemplo a biotecnologia e a conservação, a botânica é interessante para as duas, para se trabalhar em laboratórios fazendo pesquisas de farmacobotânica por exemplo, para a conservação é importante para a recuperação de áreas degradadas ou conservação de unidades de conservação (parques ecológicos), ou para trabalhar em consultorias ambientais.

Conclusões

Conclui-se então, que a botânica é indispensável para as ciências biológicas, pois é necessário que um biólogo conheça sobre a vida de uma planta, assim como a de humanos e animais.

Bruna Pereira mestranda em Biotecnologia pela UNIMONTES



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos