Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Faculdade de Química: Probabilidade e Estatística



A disciplina descrita é uma das disciplinas obrigatórias do 5º período com carga horária de 60 horas/aula, onde o aluno entra em contato com uma ferramenta muito importante para qualquer ramo de pesquisa que o mesmo venha seguir: A estatística. Os estudos estatísticos de dados experimentais são obrigatórios em resultados quantitativos pois são responsáveis pela determinação se estes dados representam ou não o todo e a margem de erro que os mesmos possuem. Os cálculos podem ser realizados tanto manualmente, por meio de calculadora, porém caso o número de variáveis em estudo seja muito elevado isso se torna inviável, quanto por meio do Excel o que é mais usual.

O segundo assunto abordado pela disciplina, a probabilidade, consiste em um tema um pouco mais complexo e apesar de apresentar outras aplicabilidades tem uma maior utilidade para futuros concurseiros, já que é tema carimbado em concursos de todas as áreas.

A disciplina

Consiste em uma disciplina com grau de dificuldade intermediário que pode ser agravado conforme o tipo de professor. Durante as minhas aulas no CEFET-MG o professor fez o uso de uma apostila de sua própria autoria, em que eram expostos exemplos práticos da aplicabilidade da disciplina na área química, e mostrada a importância disso para uma apresentação de resultados coerentes. Foram trabalhados os cálculos de variância, desvio padrão, correlação, regressão, testes de hipótese, noções de amostragem dentre outros temas que compunham a ementa do curso.

Quanto a segunda metade do semestre onde é visto a parte de probabilidade, durante as aulas foram mostradas e ensinadas questões de concurso, onde foram indicadas possíveis simplificações de fórmulas para que os cálculos possam ser realizados manualmente sem o auxílio de calculadora de forma ágil demostrando qual o cálculo certo a ser utilizado em cada tipo de evento seguido determinado modelo probabilístico.

Da metodologia

O ensino deu-se através do uso da apostila, de explicações orais e de slides, onde o professor apresentava no início da aula o assunto que seria tratado, abordava seus principais tópicos e depois por meios das transparências apresentava exemplos e resolvia exercícios. Dentro da apostila eram apresentados outros exemplos resolvidos e uma lista de exercícios com as respectivas respostas para servir de material de estudos para as avaliações.

A distribuição de pontos ocorreu na forma de um trabalho valendo 40 pontos e três avaliações no valor de 20 pontos cada. O trabalho foi dividido em várias etapas entregues a medida que a matéria da etapa correspondente era apresentada em sala, tendo uma avaliação relativamente mais branda do que se feita apenas do todo. Já as avaliações continham 4 questões obrigatórias e uma questão bônus.

Das considerações finais

Essa disciplina é muito importante para o estudante de química já que tem uma aplicabilidade muito ampla e de fácil visualização. Mesmo para o estudante que não se dedicar para a área de pesquisa, os conhecimentos adquiridos podem ser utilizados no mercado de trabalho em áreas que atuem com dados quantitativos.

Sendo assim, é uma disciplina que deve ser bem aproveitada pelo auno durante o curso, pois, se bem feita, poderá se tornar uma ferramenta de grande utilidade.

Débora Souza, graduanda em Química Tecnológica pelo CEFET-MG



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos