Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Graduação em Engenharia Civil: Estudos Disciplinares



Estudos disciplinares é uma disciplina do Curso de Engenharia Civil, aplicado das mais diversas formas no currículo da Engenharia Civil, pode ser aplicada como disciplina de gestão, complemento à disciplinas de Concreto, Estruturas de Madeira ou Estruturas Metálicas entre outras formas.

Em algumas faculdades também é conhecida como Tópicos Especiais.

Mais o que são estudos disciplinares?

Podemos afirmar que este tipo de disciplina está ligado diretamente à prática da atividade do curso de engenharia, o professor que aplica tal disciplina não pode ser um teórico, tendo que passar para os alunos toda uma vivência prática para os assuntos desenvolvidos.

Embora em alguns tópicos da matéria até existam cálculos, o foco do curso nesse caso é a efetiva vivência prática.

Por exemplo, numa certa feita calculamos uma escada, e embora nosso cálculo tenha chegado à um determinado número de barras, o professor, com sua vivência prática, nos explicou que aquele número era insuficiente, inclusive durante a execução da tal escada.

Qual a importância?

É importante, quando estivermos estudando, que nos percebamos engenheiros, ou seja, que saibamos que não estamos ali para acumular conhecimento que ficará guardado nas prateleiras de nosso cérebro, bom, pelo menos a maioria das pessoas que está pensando em atuar profissionalmente pode ter uma visão de que é importante enxergar prática em toda a teoria estudada.

Aí entra esta disciplina, pois os professores deste tipo de disciplina falam de aplicações bastante realistas e factíveis para a teoria carreada por tantas disciplinas da grade.

Seria, portanto, importante que estudássemos esta disciplina não como alguém que quer tirar cinco, seis ou dez, mas que dedicássemos o nosso tempo para desenvolver o nosso lado de profissional, não devemos sair da sala da mesma forma que entramos, não devemos passar semestre após semestre com as mesmas questões puramente estudantis, quais sejam, ser aprovado, ser reprovado, exame...

Estamos na universidade para aprendermos uma atividade profissional, no caso do Engenheiro esta atividade mexe com a vida das pessoas, se não estudarmos de maneira integrada e encarando o desafio de aprender a ‘lincar’ os conhecimentos teóricos adquiridos, jamais seremos profissionais completos.

Conclusão

As faculdades dispõem deste tipo de disciplina justamente para nos dar as ferramentas adequadas para montar todas estas inter-relações tão necessárias ao curso de engenharia civil e também para que nós possamos complementar os nossos conhecimentos.

Sejamos cada vez menos estudantes com nossas preocupações acadêmicas relacionadas à conclusão do curso e cada vez mais profissionais buscando soluções para os problemas da vida prática.

Daniel Pyrrho Tambasco - Formando em Engenharia Civil pela Universidade de Ribeirão Preto (atualmente) - MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Instituto de Administração FIA USP 2012 - Pós Graduado em Gestão Pública pela Universidade de Mogi das Cruzes 2009 - Graduado em Tecnologia de Construção Civil pela FATEC SP 2001 - [email protected] - perfil no Google+ e no Linkedin Daniel Pyrrho Tambasco



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos