Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Faculdade de Marketing: As inovações do Marketing



As inovações do Marketing

Para quem desejou se especializar em Marketing, como foi meu caso, o desafio foi fazer com que as teorias aprendidas se tornassem práticas de sucesso para a empresa que me contratasse. Sou jornalista por formação e me apaixonei pela disciplina Comunicação Empresarial, onde percebi meu fascínio pelo Marketing e as inovações que proporciona a uma empresa assim como também na vida pessoal.

Estudar Marketing foi interessante e não me arrependo de ter escolhido a área para a pós e não para a graduação, pois, como comunicóloga consegui visualizar ainda mais as nuances que o mundo dos negócios tem e como é amparado no viés do marketing para seguir inovando.

O que vi

Achei interessante que, numa das aulas da pós-graduação, o professor disse que é impossível se aplicar as técnicas de marketing passadas na atualidade e ter os resultados esperados ou além das expectativas. A americana montadora de carro Ford não teria como seguir em frente no competitivo mercado utilizando as mesmas técnicas do século XX, quando foi fundada.

As práticas de outrora no que tange a ser especialista em Marketing não servem de modo algum para as demandas atuais, as quais encontram pela frente consumidores mais antenados, cientes de seus direitos, sustentáveis e informados quanto aos seus direitos como consumidor.

O mundo do século XXI não é, nem de longe, o mesmo do século XX, principalmente para os consumidores. Então era preciso que as estratégias de marketing evoluíssem para atender às novas exigências e, de acordo com o ensinado, esse aprimoramento tem sido visto no departamento de marketing.

As evoluções

Antes, o marketing se pautava na lógica demanda/venda de produto ou serviço. O início era o mesmo do fim, apenas vender a mercadoria sem se preocupar em questões como conseguir um padrão de qualidade. No século presente, ficou mais complexo o espaço entre oferecer e comprar, o que atribuiu ao marketing novas tarefas a serem cumpridas.

Listando algumas dessas adaptações, atentei para a realidade das empresas agora terem de criar seu padrão de qualidade. Não é mais admitido produtos que não atendam os critérios de exigência do seu público, afinal, a concorrência está aí ávida para somar em sua carteira os clientes insatisfeitos.

Além de atender a uma necessidade, agora o consumidor necessita ver valor naquilo que compra. Quem consome um perfume importado, usado pela top model Gisele Bundchen, não apenas quer se perfumar como também ter o valor agregado de usar um produto altamente refinado.

A criação de uma imagem para a marca é fundamental para quem deseja criar um conceito em torno do seu produto ou empresa. Durante as aulas da pós foi ensinado que, se antes a imagem de uma marca era apenas para identificar o que ela comercializava, hoje essa identidade firma todos os valores propostos.

Outra estratégia do marketing no século XXI é ver tudo que ocorre numa organização como oportunidades. Pontos fracos são para serem trabalhados e superados por meio da criatividade, pesquisa e parceria com o próprio consumidor e não para ficarem esquecidos, como se o problema não existisse. Não me esqueço de uma frase ouvida na aula que nunca irei esquecer: “problema sem resolver só tende a crescer”.

Pontos Fortes

Se por um lado os pontos fracos são para superações de uma organização, os fortes não devem servir para acomodação. Foi ensinado que uma empresa deve sempre ter algo novo a oferecer, mostrando seu empenho em agradar o público e se apresentar atualizada no mercado. Quando existe uma acomodação, o perigo é a concorrência crescer e acabar aumentando sua fatia na divisão dos clientes, logo, pontos fortes são para serem aprimorados constantemente.

Caminhar com as mudanças

Com a tecnologia, o mundo e as pessoas se encontram em contínuo processo de mudança e o papel do marketing é criar necessidades e tendências para os clientes dessa geração. A tecnologia tem formado uma geração mais antenada (a geração Z), totalmente a par do que é novidade na moda, no carro dos sonhos, no cosmético, no autor daquela obra literária que recebeu ótima crítica e na renomada marca de sapato que calça os pés das pessoas mais estilosas. São para elas que o marketing se projeta, com isso, concluo que trabalhar no marketing exige capacidade de acompanhar, habilmente, as mudanças do mundo.

Michelle de Oliveira, Graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (UNEF), na Bahia, com pós-graduação em Marketing Digital pela Universidade Católica Dom Bosco, no Mato Grosso do Sul.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos