Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Qual o melhor momento para iniciar um curso superior?



A tão sonhada faculdade tem se tornado cada vez mais realidade para muitas pessoas. Antigamente eram poucos que podiam concluir o nível superior, mas os avanços no país, o aumento da oferta dos cursos e talvez até a educação a distância ajudaram muita gente a realizar essa tão necessária empreitada.

Mas ainda há muitos que por diversos motivos nem começaram a estudar em uma instituição de nível superior.

Com isso a pergunta que encabeça o título deste artigo precisa ser bem respondida para ajudar às pessoas que ainda não fizeram faculdade a escolher o melhor momento para iniciar.

Sendo assim, vamos sugerir 5 momentos e analisar cada um deles.

Imediatamente após o ensino médio

Este é o momento mais comum para iniciar um curso superior. Normalmente é o que os alunos fazem, ou seja, já aproveitam que estão acostumados a estudar e inicia logo em seguida a faculdade.

As vantagens deste momento são as seguintes:

  • Já estão no ritmo e portanto tendem a ter mais facilidade por não precisar de se readaptar à nova rotina;
  • Estão com os conteúdos “quentes na cabeça” e portanto mais familiarizados com estudos. Isto tende a tornar mais tranquilo a assimilação na faculdade;
  • São jovens e a maioria ainda sem compromissos de trabalho, família e outros, portanto com mais tempo para se dedicar aos estudos.

Um ou dois anos após o ensino médio

Há contudo alguns estudantes que optam por fazer uma pausa após a conclusão do ensino médio para depois retomar os estudos na educação superior. Esta estratégia tem uma série de vantagens, mas é preciso ter disciplina para voltar depois.

Entre as vantagens de fazer esta pequena pausa estão:

  • Possibilidade de fazer algum curso, como por exemplo, um curso de inglês no exterior;
  • Dedicar um período a algum projeto pessoal, como um intercâmbio, projeto social ou projetos da igreja, como é bastante comum entre jovens cristãos;
  • Fazer um cursinho preparatório para disputar uma vaga em um curso superior muito concorrido, como ocorre com os principais cursos em universidades públicas;
  • Ou apenas para descansar a mente a fim de retomar depois com mais tranquilidade.

Por volta dos 25 anos de idade

Alguns optam por um período maior e só pensam em voltar a estudar depois dos 25 anos de idade. Isto é comum. Geralmente por questões de namoro, trabalho e outros compromissos que surgem, a faculdade acaba ficando em segundo plano.

Voltar a estudar depois dos 25, pode ter algumas vantagens, como:

  • A pessoa terá mais maturidade e com isso poderá encarar o curso com mais seriedade, o que poderá resultar em melhor aprendizado e aproveitamento do curso;
  • É possível fazer uma escolha mais assertiva, uma vez que a experiência da pessoa no trabalho ou na própria vida poderá ajudar no direcionamento do curso certo.

Apesar de haver vantagens é preciso levar em conta que muitas pessoas nesta idade já estão casados ou já assumiram compromissos de trabalho. Isto tende a gerar uma concorrência pelo tempo, atenção e outros, tornando mais desafiador a atividade de estudar.

Após os 30 anos de idade

Há muitos casos de pessoas que só vão para a faculdade após os 30 anos ou até aos 40 anos. Não é o melhor momento, mas também não chega a ser um problema tão grande assim. É natural que haverá mais desafios para a pessoa nesta circunstância, como:

  • Já faz tempo que a pessoa parou de estudar e portanto é preciso reaprender ou relembrar muita coisa;
  • O ritmo de estudos também ficou para traz e portanto precisará de um período de adaptação;
  • Geralmente pessoas nesta idade já estão casados ou já assumiram compromissos de trabalho. Neste caso os problemas são similares aos já relatados no tópico anterior;
  • A pessoa já é adulta e tem comportamentos, pontos de vistas e motivações bem diferentes da maioria dos colegas de classes que podem ser jovens que saíram do ensino médio;
  • Entre outros.

Na terceira idade

Fazer uma faculdade na terceira idade não é nada impossível e pode ser uma atividade muito produtiva e importante para diversas pessoas. Hoje com os modelos EAD, principalmente, tornou-se muito comum pessoas voltarem a estudar nesta faixa de idade.

É preciso ter em mente tudo que foi falado acima e esta pessoa irá enfrentar muitos desafios para concluir seu curso superior, principalmente se ela parou de estudar logo que concluiu o ensino médio.

Mas além de obter um título é possível ter uma nova profissão e uma nova motivação.

Qual o melhor momento de entrar na faculdade?

Como visto acima, há muitas opções, mas eu creio que o primeiro e segundo caso são ao mais adequados. Portanto, para aqueles que podem, creio que devem levar em conta o fato de já estarem estudando para continuar seus estudos.

Aqueles que não podem, mesmo que seja em um momento posterior, devem considerar um curso superior como uma alternativa importante profissionalmente.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos