Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Faculdade de Psicologia: Psicologia Escolar



Saudações! Este texto destina-se a te oferecer uma compreensão sobre a disciplina de Psicologia Escolar. Tu terás a tua disposição um recorte do que foi a minha experiência ao cursá-la e algumas observações minhas sobre a manifestação destes conteúdos na realidade, uma vez que tive a oportunidade de realizar estágio curricular em uma escola durante a graduação.

O que é a Psicologia Escolar?

É uma área de atuação na prática psicológica. Foi conquistada historicamente por psicólogos que com muita luta conseguiram espaço no contexto escolar atendendo demandas emocionais de alunos considerados problema inicialmente e depois, conquistando outros espaços nesse âmbito.

O que se estuda nessa disciplina?

São trazidas nessa disciplina informações sobre a prática do profissional psicólogo no contexto escolar bem como uma compreensão psicodinâmica do ambiente escolar sob a luz de diversas correntes teóricas da psicologia. Nela se estuda também os papéis do psicólogo nesse contexto e as relações que este estabelece com os substratos sociais presentes que ali existem, a saber: alunos, pais, diretores e professores.

Como são as aulas?

Esta disciplina foi cursada por mim durante um intensivo de inverno. Nesta modalidade, as aulas ocorrem dia após dia num espaço de tempo menor. Há muitos materiais pra ler e isso requer um desafio maior na gestão do tempo. O conteúdo é importante e denso ao mesmo tempo, portanto, cada professor utilizará uma estratégia pessoal para ensiná-lo. Alguns fazem uso de dinâmicas para exemplificar os processos que estão ensinando.

Quais as dificuldades que eu encontrei no estudo desta disciplina?

Não encontrei dificuldades ao cursá-la. Já havia feito o estágio curricular em uma escola alguns semestres antes e quando estive frente a frente com esses conteúdos eu já estava bem embasado e acabei conseguindo absorver de modo mais tranquilo.

O que os professores da faculdade mais cobram?

Numa disciplina como essa se cobra bastante que o aluno internalize a ideia de que existem muitas possibilidades de atuação para um psicólogo no contexto escolar. Sempre haverá desafios ou dilemas para serem resolvidos por um psicólogo nesse contexto e ele não pode ou não deve se restringir somente a uma representação social de ser um profissional que “atende os alunos problema”.

Qual a contribuição desta disciplina para o meu curso superior?

Foi possível complementar os fundamentos que eu adquiri sobre psicologia escolar no meu estágio curricular. Pude compreender de modo mais eficaz alguns conceitos que eu havia descoberto enquanto redigia meu artigo do estágio. Ainda hoje, repercutem em mim algumas coisas que eu vivi ao cursar aquela disciplina naquele momento. Havia na sala uma colega que me acompanha desde o jardim de infância na mesma turma, havendo apenas um pequeno hiato no ensino médio. Foi possível relembrar muitas coisas do ensino fundamental com ela numa das dinâmicas propostas pela professora.

Curso Superior em Psicologia

O curso de psicologia pode ser emblemático à tua vida, assim como o foi à minha. Como em qualquer outro, tu não sais o mesmo que entrou. Porém, diferentemente de tantos, as transformações que podem ocorrer em tua mente e no teu jeito de ser são inúmeras, afirmo sem medo de errar que a principal delas ocorre no teu sentir e no teu perceber as situações do dia a dia. Tu aprendes a ter muitos olhares sobre os diversos fenômenos que nós observamos diariamente.

Minha passagem pela academia cursando a graduação em Psicologia

Considero-me um afortunado pelo modo como eu vivi a minha graduação. Não houve muita coerência em termos de direção, sempre aparentei estar perdido. Se tu olhares meu currículo, mesmo hoje tu não verás uma unidade de sentido nos cursos extensivos que eu fiz, ou mesmo uma linha que estivesse orientando as minhas ações. Esse norteamento que eu nunca tive nesse período da minha vida foi justamente o que me permitiu experimentar um pouco de tudo nessa etapa e, hoje, ter boas informações de diversos segmentos teóricos para a minha prática profissional. Posteriormente, tudo melhorou quando eu compreendi e aceitei a ideia de que a função da graduação é apenas te graduar, a vocação para empreender é algo que tu mesmo tens que descobrir em ti e desenvolver com os teus próprios recursos.

Gratidão.

Alexandre Herzog, Psicólogo CRP 07/21518, graduado pela FACCAT, RS.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos