Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Introdução a Sistemas de Controle. Faculdade de Engenharia Elétrica



Esta disciplina pode ter diferentes denominações, em nosso caso ela foi ministrada como modelagem e análise de sistemas lineares, assim dependendo da faculdade a ementa pode ter alguns tópicos a mais ou a menos, contudo o principal, que é introduzir os conceitos sobre modelar de maneira matemática os sistemas lineares mais comuns na literatura. Assim esta matéria tem como objetivo nos ensinar os conceitos base dos sistemas de controle.

O que é a disciplina?

Nessa matéria nós aprendemos a analisar os sistemas reais e fazer uma modelagem matemática dos mesmos, isso quando é possível considerar tais sistemas como lineares, caso eles não sejam lineares, nós devemos tentar linearizá-los. Assim ela é imprescindível para aqueles que irão seguir na área de controle a automação, mas também é extremamente importante para outras áreas da engenharia elétrica, como por exemplo na área de sistemas de potência, pois nela nós também precisaremos modelar os processos que podem ser considerados como lineares.

As aulas foram praticamente todas teóricas, onde as únicas práticas que tivemos foram em programação. Isso nos ajudou a ter um contato muito maior com a programação em Matlab, já que no quarto período a grande maioria da turma só tinha feito poucos programas nessa linguagem. Assim nós tivemos que fazer programas com várias funções para demonstrar as respostas graficamente para a estabilidade, o erro, o tempo de acomodação, entre outros parâmetros importantes para a análise de um sistema linear.

Já as avaliações tiveram como foco testar nosso conhecimento dos conceitos e se nós estávamos preparados para modelar e analisar sistemas lineares comuns na literatura. Além disso foi feito um trabalho final de programação que nos fez usar todas as habilidades adquiridas ao longo do semestre da disciplina.

Quais as dificuldades na faculdade?

As dificuldades nas aulas teóricas foram em relação às habilidades novas que tivemos que desenvolver, pois deveríamos analisar um sistema físico e modelá-lo matematicamente, assim exigiu um conhecimento bem fundamentado em física e matemática e em como aplica-los ao mundo real. Logo, de início foi bastante complicado para muitos de nós, que assim como eu não tinha uma visão para trazer os parâmetros dos sistemas físicos para a realidade matemática. Mas no decorrer do semestre, ao fazer muito exercícios e estudar mais a fundo os conceitos foi possível compreender como realizar tal tarefa.

Já na programação das aulas práticas era bastante trabalhoso para quem nunca tinha usado o Matlab, mas após algumas semanas, devido à facilidade de uso desta linguagem de programação, todos já estávamos conseguindo realizar a maioria das atividades. Contudo no trabalho prático foi exigido de nós uma maior habilidade, mas como era o mesmo trabalho para toda turma, muitos de nós que tínhamos mais facilidade com programação passamos a ajudar aos que não tinham.

E nas avaliações, como eram todas teóricas, não houve grande dificuldade, já que os conceitos cobrados eram basicamente os mesmos passados em sala. Contudo, alguns de nós tiveram dificuldades relacionas ao tempo para resolver questões mais complexas, pois a modelagem matemática delas exige um raciocínio mais trabalhoso.

Quais as aplicações?

As aplicações são em várias áreas da engenharia elétrica, sendo as mais conhecidas aquelas da área de controle e automação.

Assim dentre as aplicações em outras áreas, temos em sistemas de potência, onde precisamos modelar as linhas de transmissão de um SEP de modo que é necessário conhecer como o comportamento de certos fatores interferem ou não na transmissão de energia elétrica. Assim em alguns casos é preciso modelar este sistema considerando o efeito do solo, e outras o mesmo pode ser desconsiderado, logo, para saber como fazer isto precisamos antes entender como fazer esta modelagem.

Já na área de controle a automação, um exemplo pode ser na modelagem de um projeto para uma fábrica, onde um processo precisa ser realizado e ser reajustado a partir de uma realimentação, assim é preciso conhecer os conceitos sobre erro e análise de sistemas que esta disciplina ensina.

Conclusão

Sendo assim foi possível inferir sobre a enorme importância desta disciplina para a formação de um engenheiro eletricista. Isto porque ela nos ensina as bases para analisar e modelar matematicamente a grande maioria dos sistemas que iremos encontrar em nossa vida como engenheiros. Além disso, para nossa turma foi importante para ter um primeiro contato mais profundo com a programação em Matlab, que é imprescindível em nosso curso, pois é a linguagem de programação usada como base em praticamente todas as disciplinas posteriores.

Stefani Silva dos Santos, aluna da UFOP



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos