Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Faculdades de Geografia: Disciplina Didática



A disciplina é obrigatória e integra a grade curricular do terceiro ano do curso de Licenciatura em Geografia. Pode estar subdividida em duas disciplinas (Didática I no primeiro semestre e Didática II no segundo semestre, com 60h/a cada), ou constar como disciplina anual de 120 h/a (com metade da carga horária em aulas teóricas e a outra metade em estágio). No meu caso, cursei a disciplina semestral, com 60 h/a, e no semestre seguinte a disciplina de estágio em escola era chamada de Prática de Ensino em Geografia II, também com 60h/a.

A disciplina pretende apresentar ao aluno as principais teorias e correntes pedagógicas, auxiliando a formação do futuro professor. Trata-se mais de uma “pincelada” no assunto e uma breve introdução das principais teorias educacionais ao aluno.

Obviamente, as disciplinas de educação, tanto teóricas quanto práticas, não dão conta de formar um “super professor”, habilitado a lecionar sobre absolutamente tudo da sua disciplina e capaz de resolver todas as situações com que irá se deparar na sala de aula e na escola como um todo. Isso não aconteceu comigo e creio que nenhum curso o consiga. Entretanto, são fornecidos nesta matéria alguns importantes subsídios teóricos.

O que se estuda nesta matéria?

É nesta disciplina que são apresentadas pela primeira vez as principais teorias pedagógicas. Vale salientar que o “recorte teórico” pode variar consideravelmente de um professor para outro. Quando cursei esta disciplina, não a achei muito bem organizada nem bem apresentada, embora a professora tivesse Doutorado em Educação.

A matéria, muito resumidamente, foi:

1) Breve apresentação das teorias pedagógicas tradicionais (conteudistas)

  • a professora abordou de forma muito resumida este tema

2) Teoria construtivista

  • teórico que mais me recordo foi Jean Piaget, o qual já havia estudado em Psicologia da Educação no ano anterior
  • este tema foi um pouco mais aprofundado que o primeiro

3) O método de ensino de Paulo Freire

  • das três teorias, foi a que ganhou mais destaque pela professora

4) O projeto pedagógico (PP) ou projeto político-pedagógico (PPP) da escola

  • foi apresentado como um importante documento escolar
  • após aula teórica e leitura de texto proposto, foi solicitado um trabalho prático
  • os alunos foram a diferentes escolas (públicas ou privadas) e solicitaram o documento para consulta
  • lembro-me até hoje de ter ido à escola e solicitado o documento para leitura, que foi realizada no próprio local; nessa época eu ainda não compreendia a dimensão do documento de PPP como compreendo hoje
  • foi elaborado relatório de até cinco páginas para a disciplina

Como são as aulas?

Na disciplina que cursei (aulas semanais, das 7h30 às 11h), a metodologia variava. Algumas aulas eram expositivas dialogadas, mas também houve apresentação de seminários, atividades com o uso de cartolina e recortes (na qual se associava ilustrações com teorias educacionais) e debates com a classe organizada em círculo. Também havia a necessidade de leitura (em casa) de textos propostos para a próxima aula, e uma (extensa) lista de textos complementares para quem se interessasse. Esta professora não aplicou nenhuma prova tradicional.

O que os professores da faculdade mais cobram?

Apesar de não ter havido uma prova tradicional, lembro-me de ter faltado em uma das aulas e posteriormente ter sido chamada pela professora para “fazer uma prova oral” sobre aquela teoria pedagógica. Quando cheguei na sala, foi apenas um bate papo descontraído para verificar de maneira simples se eu havia de fato lido o texto e entendido o autor.

Qual a contribuição desta disciplina para meu curso superior?

Apenas um semestre não permitiu um maior aprofundamento nos temas mencionados. No entanto, as indicações de leituras foram fundamentais e muitas destas indicações fui lendo ao longo da minha vida profissional, o que me forneceu também um amadurecimento teórico.

Essa disciplina é o primeiro passo para o professor se familiarizar com a teoria educacional e possíveis cenários da realidade escolar/sala de aula. Digo “possíveis” porque percebi uma boa distância entre o ponto de vista da universidade sobre a sala de aula e a sala de aula na realidade do professor formado.

Tatiane Silva, ex aluna do curso de Licenciatura em Geografia



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos