Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Curso Superior de Jornalismo: Cibercultura



Graças a sabedoria do ser humano que inventou a tecnologia, hoje a maioria das pessoas vivem de um jeito diferente, dividindo em um mundo real e virtual.

Com a chegada da internet, ficou fácil interagir e fazer novos amigos, realizar compras por meio de lojas virtuais e ler informações em sites e blogs por meio do seu computador, celular ou tablet.

Na internet, você conhece e desfruta de vários temas envolvidos que são de suma importância, à exemplo da Cibercultura que faz parte deste mundo virtual.

O assunto que muitos estudantes interessam saber na Faculdade é sobre Cibercultura do curso de Jornalismo, pois esse tema e outros envolvidos fazem parte do meio de comunicação no qual todos desejam atuar.

Para aqueles que ainda não cursou mais já tem uma boa experiência no ramo jornalístico, fica fácil ingressar em uma faculdade e ganhar boas pontuações, pois não existe nada melhor do que investir no curso que de uma área que você ama fazer, que combina com o seu perfil e que você já está acostumado com esse tipo de trabalho.

O que é Cibercultura?

Cibercultura do jornalismo para quem ainda não sabe é a cultura que surgiu de alguma forma, do uso da rede de computadores e de demais suportes tecnológicos, à exemplos de tablet e smartphone, por meio da comunicação virtual, onde a indústria do entretenimento e o comércio eletrônico se representa o presente, já que a cultura contemporânea é definida pelas tecnologias digitais, resultado da evolução da cultura moderna.

É também visto como o estudo de diversos fenômenos sociais ligados à internet e outras novas maneiras de comunicação em rede, à exemplo das comunidades on-line, mensagens de textom jogos de multi-usuários, jogos sociais, realidade aumentada, mídias sociais.

Onde a cibercultura se destaca?

A cibercultura está presente na educação através de múltiplas linguagens, canais de comunicação e em temporalidades distintas. As interfaces da Web 2.0 autorizam um contato permanente entre escola, professores, alunos e seus pares no ambiente virtual de ensino.

O que se estuda na Cibercultura? Entre os assuntos estudados, estão: Cibercultura e Antropologia, Etimologia, Comunicação mais flexível, Cibercultura e a reconfiguração educacional, entre outros.

Cibercultura e Antropologia

Tem como objetivo, originar novas maneiras de relações sociais com códigos, estruturas e especificidades próprias.

Etimologia

É a palavra cibercultura provém da junção das palavras cibernética e cultura.

Comunicação mais flexível

É a base contextual do ciberespaço que está coibida na nova dinâmica de publicar, divulgar e ganhar qualquer conteúdo, em qualquer momento e em qualquer lugar do mundo.

Cibercultura e a reconfiguração educacional

Instituições que compõem a educação formal e informal, tendo que sair dos moldes tradicionalistas e se colocar nesse ciberespaço.

O que os professores mais cobram do aluno?

Ter um português impecável, ou seja, escrever bem, ficar atento e está por dentro da tecnologia, criar uma boa matéria em cima do tema pedido e responder de forma clara e correta, todas as questões enviadas.

Não há dificuldades no curso, desde que você já atua no ramo ou entenda do assunto.

Sobre o curso

No curso de webjornalismo, você estuda e aprende vários assuntos que servirão para a sua profissão, tendo aulas online até mesmo sem sair de casa.

Formado pela Ablap, neste, o estudante que for aprovado, tem a oportunidade de receber o certificado de profissional, carteira de jornalista e seu número de registro, o famoso DRT em sua carteira de trabalho através do Ministério do Trabalho.

José Souza, jornalista - DRT-5171/BA, formado pela ABLAP.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos