Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Ciências Biológicas: Metodologia do Trabalho Acadêmico



A disciplina de metodologia do trabalho acadêmico, também conhecida como metodologia científica ou metodologia da pesquisa, é ministrada, geralmente, nos primeiros períodos do curso de ciências biológicas, mais precisamente no primeiro período. A justificativa de ser ministrada logo no início do curso se dá, devido ao fato, da grande utilidade dos seus conceitos e aplicabilidades no decorrer do curso, desde a simples entrega de trabalho acadêmico até documentos relacionados à pesquisa científica como, por exemplo, artigos científicos, resumos para congressos, dente outros.

O que é?

A metodologia do trabalho acadêmico é conjunto de técnicas e métodos utilizados na elaboração de trabalhos acadêmicos, tendo como foco o auxílio nas produções científicas. Embora não seja uma disciplina de assuntos biológicos, a proposta é justamente proporcionar aos alunos o primeiro contato sobre conteúdos relacionados ao mundo científico, lhes dando a visão do que é necessário para divulgar o resultado das suas futuras pesquisas de forma qualificada e coerente com o que o universo científico exige, além das orientações fornecidas de métodos aplicados em trabalhos acadêmicos.

De forma geral, as primeiras aulas tem caráter introdutório a uma gama de conceitos, como: conhecimento científico e popular, métodos de abordagem, métodos de procedimento, classificação e etapas da pesquisa, tipos de trabalhos científicos, dentre outros.

  • Conhecimento científico e popular: o conhecimento científico visa esclarecer fatos, já o conhecimento popular tem abordagem subjetiva. Ambos são importantes. Por exemplo, em trabalhos que buscam investigar produtos bioativos de espécies potencialmente medicinais, moradores de comunidades locais, onde a planta estudada se encontra, são frequentemente entrevistados. Nessas entrevistas eles informam os diversos usos da espécie e a partir dessas informações os pesquisadores podem iniciar as pesquisas.
  • Métodos de abordagem: podem ser divididos em dedutivo, indutivo, dialético e fenomenológico. O objetivo é conhecer as bases lógicas de investigação.
  • Métodos de procedimento: conforme o próprio nome diz, são métodos relacionados aos procedimentos técnicos a serem seguidos, ou seja, da investigação que se deseja fazer.
  • Classificação e etapas da pesquisa: a classificação se refere aos pontos de vista da pesquisa a ser realizada, ou seja, qual natureza e objetivos. Já as etapas, consistem no que será feito para se obter um projeto científico.
  • Tipos de trabalhos científicos: trabalho de conclusão de curso (TCC), artigos científicos, dissertação (mestrado), tese (doutorado), projeto de pesquisa, resumos simples e expandidos para congressos ou exposições de ciências.

Após as abordagens introdutórias, é proposto ao aluno à elaboração de um projeto de pesquisa, o tema é livre, ou seja, fica a escolha do aluno, além disso, há possibilidade de ser feito em equipe. Nesse projeto, serão aplicados todos os conceitos adquiridos no decorrer do curso, cada etapa do projeto é apresentado.

Após a escolha do tema e formulação do problema, as etapas principais para elaboração de projeto de pesquisa são:

  • Introdução: é abordado o tema de forma geral, assim como os aspectos importantes do mesmo.
  • Revisão de literatura: busca realizada para verificar a autenticidade do tema, garantir que seja um tema novo, além de agrupar material para escrita do trabalho.
  • Justificativa: e descrição da relevância do tema.
  • Objetivos: o que se pretende alcançar com o projeto.
  • Metodologia: descrição dos métodos, etapas a serem realizados no projeto, como coleta e análise de dados.
  • Cronograma: definição do tempo para execução do projeto.
  • Referências: ligado diretamente com a revisão de literatura, ou seja, material utilizado para dar embasamento ao projeto.

Quais as dificuldades?

As maiores dificuldades encontradas são na compreensão nas informações passadas, os conceitos. Apesar de ser uma disciplina de suma importância para o desenvolvimento acadêmico do aluno, no primeiro período ele não tem contato frequente com o que é passado em metodologia do trabalho acadêmico. Dessa forma, o aluno pode encontrar dificuldade na realização dos trabalhos. No entanto, é dessa forma que ele é estimulado a pesquisar, seja na faculdade, em sites de divulgação científica, ou seja, é munido de informações.

Quais as aplicações?

Conforme já citado, os conhecimentos adquiridos nessa disciplina serão utilizados com frequência pelos alunos do curso de ciências biológicas. A aplicabilidade pode ser breve, como nas próprias apresentações de seminário, trabalhos acadêmicos, etc. Mas também pode ser em períodos mais avançados como, por exemplo, quando o aluno entra em algum laboratório de pesquisa e começa a desenvolver seus próprios trabalhos, para divulgar os conhecimentos obtidos, ele usará das instruções passas na disciplina. Além do próprio trabalho de conclusão de curso.

Conclusões

Conclui-se que a metodologia do trabalho acadêmico é de suma importância para o aluno do curso de ciências biológicas. Pois, os assuntos abordados nessa disciplina serão levados por toda a graduação.

Gabriel Augusto Graduado em Engenharia de Produção



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos