Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Curso Superior de Enfermagem: Ciências Sociais



Também conhecida como contextos sócio-antropológicos, sociologia ou estudos sociais, é uma disciplina obrigatória em algumas faculdades nos cursos de graduação em saúde, em especial no curso de Enfermagem.

O que se estuda nessa disciplina?

A sociedade e as suas respectivas culturas são o grande alvo de estudo das ciências sociais. Os conteúdos compreendem desde as origens até o desenvolvimento e o modo como se estruturam e se organizam as sociedades e culturas atuais presentes em determinados populações. As relações entre grupos culturais e sociais, em contextos econômicos e políticos, também são estudadas. A coletividade é o principal objeto de estudo, aplicando-se métodos de pesquisa e modos avaliativos para melhor entendê-la.

Qual a importância dessa disciplina para o curso de Enfermagem?

Como profissional de saúde, a principal atribuição do enfermeiro é promover a saúde do cliente, o que se dá em diferentes esferas. Há uma grande importância para o cuidado com o corpo,prevenção e tratamento de doenças físicas, porém, é necessário enxergar o paciente de modo holístico, percebendo toda a subjetividade que o envolve. Compreender a realidade na qual o indivíduo está inserido, em seus aspectos culturais, familiares, sociais, econômicos, religiosos e políticos, é importante para o planejamento de ações que serão implementadas pela equipe de saúde.

Em meu próprio curso vivi experiências que exigiram uma atenção especial à outras áreas da vida do cliente para realizar um cuidado de maior eficácia e qualidade. Em alguns casos, outros profissionais, como psicólogos, nutricionistas, dentre outros, precisam estar envolvidos no tratamento, promovendo assim o restabelecimento completo da saúde do paciente.

Nem sempre o que influi diretamente no processo de saúde e doença do cliente está relacionado à sua fisiologia, muitas vezes aspectos como saneamento, violência, entre outros, se fazem mais importantes do que outros temas. Por isso, é importante ao profissional conhecer tudo isso, analisando o melhor modo de se inserir nesse contexto e produzir ações com bons resultados.

Como são as aulas?

As aulas costumam ter uma parte teórica e uma parte prática, sendo bastante diversificado o modo como os assuntos são ministrados. Há leituras de artigos, livros, produção de conteúdo acadêmico, estudos de caso e pesquisas em campo. Quando cursei a disciplina era comum que os professores passassem algumas pesquisas que deveriam ser realizadas com pacientes que frequentavam a unidade básica de saúde onde fazia estágio. Às vezes as pesquisas se davam através de formulários on-line, que requeriam que um número específico de pessoas respondessem. Geralmente após o prazo para realização, os resultados das pesquisas eram discutidos em sala.

Como são as avaliações?

Maioria dos professores não realizam provas. O mais comum é que passem trabalhos, e que as próprias pesquisas realizadas para discussão dos conteúdos sejam também um critério avaliativo, valendo nota. Algumas vezes os estudos de casos realizados durante o semestre também valem pontos, Raramente existem provas, mas, quando essas ocorrem, contém poucas questões, com um cunho mais opinativo.

De um modo geral é uma disciplina que gostei de cursar, pois além de apresentar pouca dificuldade é uma matéria que desenvolve bastante a empatia e o pensamento crítico. Contribuiu muito para minha formação, pois me permitiu ter um novo olhar a respeito dos pacientes que atendi, observando, além do quadro clínico, o modo de vida, as críticas, as dúvidas, angústias, tristezas, alegrias, costumes, religião, dentre outras questões que os envolviam.

Quais as dificuldades?

Não acredito que haja grande dificuldade na realização da disciplina, pois as matérias são bem tranquilas. Os assuntos não são extensos, e as tarefas não costumam ser difíceis. Todo conteúdo, levando-se em consideração que trata-se de um curso de nível superior, requer alguma dedicação e empenho, porém essa não é a disciplina que mais preocupa os estudantes.

Carla Fernandes, acadêmica de Enfermagem da Unigranrio.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos