Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Graduação em Engenharia Civil: Programação de Computadores



Durante o exercício da profissão de engenheiro, muitos cálculos são feitos, sendo que vários compreendem diversas variáveis e longos processos de resolução. A disciplina de Programação de Computadores, também conhecida como Computação, vem para auxiliar o futuro engenheiro na resolução de problemas por meio da utilização da ferramenta tecnológica. Ao invés do engenheiro calcular tudo “no braço”, os programas que ele desenvolver farão isso para ele.

Na minha faculdade, Computação é uma disciplina obrigatória não só do curso de Engenharia Civil, mas também dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e Engenharia de Controle e Automação. A carga horária é de 60 horas (ou 72 aulas).

O que é?

Programação de Computadores é uma disciplina que pretende introduzir aos alunos dos cursos de Engenharia conceitos de lógica de programação (algoritmos) e coloca-los em prática com a utilização de linguagens de programação como Java, C++ ou Fortran, variando de professor para professor. No início da disciplina, é comum a utilização da ferramenta VisualG, um interpretador de pseudocódigos em português, para fins didáticos.

O que se estuda?

Na minha faculdade, a linguagem de programação utilizada nessa disciplina é o Fortran 90, mas inicialmente as aulas se dão em VisualG, quando são implementados alguns algoritmos sequenciais nessa ferramenta. Em seguida conhecemos um pouco do histórico da linguagem de programação Fortran e tivemos noções iniciais acerca de variáveis e da estrutura da programação em Fortran. Fizemos muitos programas envolvendo algoritmos sequenciais e comandos básicos como “if” (comando de decisão) e “do” (estrutura de repetição), além de outros comandos, como “select case” (também de decisão). Vimos também como fazer cálculos em Fortran com vetores e matrizes, alocáveis ou não, e finalizamos a disciplina estudando sub-rotinas, funções e armazenamento de dados em arquivos.

Como são as aulas?

As aulas são divididas em teóricas e práticas, sendo as teóricas em sala de aula com a utilização de recursos como slides e quadro de giz, no qual o professor demonstra os programas-exemplo, e as práticas em laboratório de informática, no qual os alunos podem utilizar os computadores da universidade ou laptops pessoais (exceto em dia de avaliação).

As maiores dificuldades de Programação de Computadores

A maior dificuldade de Programação de Computadores talvez seja fazer os programas rodarem sem erros. Detalhes ínfimos podem fazer com que o programa apresente erro e não rode, como por exemplo: esquecer de encerrar uma estrutura de repetição com “end do”, esquecer de declarar alguma variável ou até mesmo esquecer de algo realmente pequeno como um ponto ou um asterisco.

O que os professores mais cobram?

Eu e muitos dos meus colegas, quando fazíamos os programas e eles rodavam já ficávamos bem felizes, porém os professores não estarão satisfeitos apenas com isso e atentarão para vários detalhes dos programas, como por exemplo: formatação, isto é, uma apresentação clara dos dados na tela ou no arquivo; utilização de alguns comandos que não interferem no programa em si, mas que o melhoram (utilizar um “do while” para perguntar ao usuário se ele “Deseja continuar?”, por exemplo); e até mesmo a inserção de comentários no corpo do programa para deixar claro o porquê da utilização de tal comando.

Contribuição de Programação de Computadores para o curso de Engenharia Civil

A disciplina de Programação de Computadores às vezes parece ser chata e inútil, já que se quisermos um programa que nos auxilie no futuro com nossos cálculos contrataremos um bom programador que fará um programa decente e sem “bugs”, mas, de qualquer forma, é importante termos pelo menos noções de programação caso precisemos efetuar cálculos e resolver problemas com maior agilidade e não tenhamos um programador à disposição ou não queiramos gastar dinheiro contratando um.

Gabriela Giovana Born Schibelbein Marchioro, graduanda em Engenharia Civil pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos