Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Manutenção Mecânica. Faculdade de Engenharia de Produção



O engenheiro de produção é o responsável pela qualidade e eficiência dos processos de produção, responsável também por manter os custos de produção de uma indústria baixos, toda indústria ou empresa que possui uma linha de produção, necessita de um profissional que gerencie esses processos. Este profissional irá encontrar soluções para os problemas que vierem acontecer, tais como, mal funcionamento de um equipamento, ou mesmo manter a manutenção periódica dos equipamentos. Porém o profissional atua também na área de gestão de pessoas e na administração.

Aulas o que se aprende

Nesta matéria aprendemos que a Manutenção mecânica é o processo de conservar maquinas e equipamentos pelo maior tempo possível, existem alguns tipos de manutenção mecânica, como, a preventiva, manutenção preditiva, manutenção proativa, manutenção detectiva, engenharia de manutenção e a manutenção corretiva.

Aulas

No inicio nos foi explicado o que era a manutenção, até aquele momento eu como a sala toda tínhamos noção do que era manutenção, o que não sabíamos era que a manutenção poderia trazer grande economia para uma empresa, principalmente a manutenção preventiva, as aulas eram de muita leitura sobre conceitos, nos era explicado detalhadamente o que cada tipo de manutenção significava para a empresa.

As aulas eram tranquilas em sua maioria, não eram monótonas pois mesmo sendo aulas teóricas eram aulas interessantes. Tive esta matéria Manutenção Mecânica, no terceiro período do curso e foram 30 horas/aulas.

No início pensávamos que esse tipo de trabalho não era da alçada do engenheiro de produção, na verdade pensávamos que um engenheiro de produção, apenas fazia cálculos para a produção. Mas aprendemos que o engenheiro de produção tem várias tarefas que até podem parecer improváveis, mas cabe ao engenheiro desempenha-las.

E dentre essas tarefas está a manutenção mecânica, e cabe ao engenheiro de produção fazer um planejamento de como esta manutenção será feita, este tem que fazer o possível para que os custos sejam os menores, até mesmo porque a manutenção não é coisa barata mesmo que seja uma manutenção preventiva. A mão de obra sempre é alta, pois o engenheiro detecta os problemas, mas ele tem que contratar mão de obra especializada, e isso nos era explicado.

Como disse de início eu pensava que era uma tarefa fácil, não posso dizer que é uma coisa difícil, porém, o engenheiro de produção que é o responsável por esta tarefa tem que tomar vários cuidados.

Aulas teóricas e laboratoriais

Todas as aulas desta matéria eram dobradas, sempre na primeira aula tínhamos muita leitura e slides para conhecer equipamentos e os meios de fazer a manutenção, quando acabava o primeiro tempo e entravamos no segundo as aulas passaram a ser praticas íamos ao laboratório onde nos era apresentado os equipamentos fisicamente, assim podíamos pegar sentir sua textura, e em alguns até aplicávamos os conhecimentos obtidos e fazíamos a manutenção. As aulas eram muito aproveitadas por nos alunos.

Os professores

O professor que ministrava a aula era um engenheiro de produção que trabalha durante o dia em uma indústria e a noite ministrava aulas, então imaginem ele era muito bom no que explicava, ele chegou a nos levar na indústria que ele trabalhava para conhecermos o processo de manutenção e como era realizado, ele nos levou em grupos de cinco alunos por vez. Foi muito interessante.

As dificuldades

A maior dificuldade foi entender que um engenheiro de produção também é o responsável pela manutenção dos equipamentos porque achávamos que esta parte de manutenção eram os mecânicos que faziam. Outra dificuldade foi distinguir as várias formas de manutenção. Mas com muita leitura e explicações tudo foi se encaixando.

Entendemos que o melhor meio de se economizar com as maquinas e equipamentos realmente é a manutenção preventiva. Como o trocadilho que o professor sempre dizia “prevenir é melhor que remediar”.

Conclusão

Estar sempre alerta aos possíveis problemas que um equipamento pode apresentar é fundamental para que não se tenha gasto com a provável compra de um equipamento novo, por falta de manutenção. Investir na manutenção preventiva é o primeiro passo, os gastos sempre surgirão, porém é mais barato para a empresa ter um custo com a prevenção do que, ter que comprar um equipamento, pois além do valor tem as despesas com transporte, muitos equipamentos não são comprados no pais e a sua importação acaba elevando o valor.

Diego Hipolito Engenharia de Produção Uninove - 2013



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos