Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Fundamentos da matemática básica. Faculdade de Radiologia



A matéria de matemática básica (que também pode ser chamada de Fundamentos da matemática, pré-cálculo ou bases matemáticas) reúne os conteúdos matemáticos básicos e intermediários desde o conteúdo de ensino médio até a introdução a conteúdos avançados de ensino superior na área de matemática. Essa matéria localiza-se no primeiro semestre ou quadrimestre – a depender da organização de módulos da universidade – pois, introduz a análise de dados que serão necessários as matérias diversas de física.

Qual o nível de dedicação e dificuldade da matéria?

Ambos são altos, principalmente se você assim como eu tinha dificuldades com matérias de ciências exatas na época de escola. Precisei fazer uma revisão autônoma, pois, me sentia perdido nas aulas, mesmo com o esforço do professor em tentar equiparar todos os alunos. A bibliografia do curso em si é apenas para oferecer uma direção, sendo pouco colaborativa para alunos que não possuem a base adequada para realizar as matérias. Na realidade o discente precisa se dedicar a procurar materiais externos, especialmente vídeo-aulas, até aulas particulares, ou até cursinhos especializados em exatas, como o kumon, por exemplo.

Objetivo e percurso da disciplina

A disciplina segue o mesmo percurso do ensino médio, começando com matérias mais simples como razão e proporção, potenciação, radiciação e aplicações, logo após nos dedicamos ao estudo das equações e sistemas, que introduzem a funções do primeiro e segundo grau, essas matérias colocam-se como as integrantes da primeira prova, normalmente questões que se parecem muito com questões de concursos públicos, algumas de múltipla escolha, como foi nosso caso, mas era imprescindível compreender a questão e saber aplicar os conhecimentos matemáticos. A segunda parte do curso é bem mais complexa, trata de álgebra linear, utilizando os conhecimentos com funções para análise e confecção de gráficos, trigonometria, geometria simples.

Depois avançamos ao conhecimento de algumas matérias correlatas, como teoria dos conjuntos e introdução matérias de cálculo, como por exemplo, cálculo diferencial e limites, pois trabalharemos mais a frente com integrais. A segunda prova é bem mais difícil, pois, compreende conteúdos novos que necessitam das bases dos conhecimentos da primeira prova para aplicação.

O objetivo a disciplina portanto, é, não apenas revisar conteúdos, mas também introduzir a novos conteúdos que serão necessários ao desenvolvimento das matérias de física que são parte integrante do curso, observo que em todos os semestres seguintes teremos ao menos uma matéria que envolva cálculo, físico ou matemático.

Nunca fui bom em matemática, como aprender essa matéria?

Não é simples, já adianto, essa matéria ocupará seus dias, noites, finais de semana e feriados. Digo isso porque foi a minha realidade, sempre estava estudando essa matéria e nos “buracos” estudava as outras, normalmente quando cansava ou não estava entendendo muito bem.

A melhor forma de aprender, além de ter boas aulas expositivas com esclarecimento de dúvidas por parte dos professores, é olhar vídeo-aulas que visem o ensino superior, aponto para esta o canal de vídeo-aulas do “professor Ferreto” que tem uma playlist de vídeos voltadas ao ensino superior e ao estudo das matérias de pré-calculo, foi de extremo aproveitamento para mim, além disso, é necessário fazer as listas que o professor provavelmente oferecerá aos alunos e também procurar vídeos com resolução de exercícios na internet.

Facilmente essa matéria ocupará boa parte do seu tempo livre, e a dedicação é realmente necessária, se a compreensão dos assuntos não for clara, com potenciação, por exemplo, ou a utilização da calculadora científica, o aluno terá grandes dificuldades nas matérias subsequentes que envolvam cálculo.

Conclusão

A matéria de matemática básica possui variações de ementa entre universidades, já vi universidades que possuem apenas o conteúdo que apontei neste artigo como constante na prova 1, de certa maneira, torna mais simples ser aprovado, porém, não ajuda realmente no decorrer do curso. Consegui ser aprovado após muito me dedicar, no início subjulguei a matéria e precisei ir atrás do prejuízo, utilizei em todas as outras matérias de calculo o aprendizado de matemática básica.

Guilherme Reis, graduado em 2013 em tecnologia em radiologia pela universidade anhanguera.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos