Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Faculdade de Radiologia: Direitos Humanos



A matéria direitos humanos discute os direitos fundamentais do indivíduo na sociedade, com a abordagem histórica necessária a compreensão, mas tendo como foco principal a discussão dos direitos garantidos pela constituição promulgada em 1988 e vigente até os dias atuais. Ao que tange a radiologia a discussão é sobre a portaria de número 453 da ANVISA (agência nacional de vigilância sanitária).

Nível de dificuldade e dedicação da disciplina

Considero a disciplina de direitos humanos como de dedicação básica e/ou leve, o aluno prepara-se previamente as aulas fazendo pesquisa de temas selecionados ao debate, usualmente os professores disponibilizam os sites de pesquisa, artigos no formato PDF e reportagens que facilitam, mas o aluno que decide ir mais preparado aos debates faz pesquisas próprias de fontes autônomas, o que enriquece a aula. O nível de dificuldade é básico também, já que o aluno discute temas do dia-dia, expõe argumentos com base em suas vivências e percepções da sociedade, o que contempla também o viver diário do profissional em radiologia, já que essa material usualmente posiciona-se da metade para o fim do curso e o discente já começou ou está em processo para a realização do estágio supervisionado, explicado em outro artigo que escrevi para este site.

As pautas da matéria e a portaria 453 da ANVISA

A matéria trata de pautas variadas, sempre provocando os alunos a debaterem sobre e demonstrarem seus pontos de vista e argumentação, o que conversa intimamente com a matéria de comunicação e expressão, onde o aluno já trabalhou essas habilidades. Os temas variam de dia-dia em um pronto socorro, aborto, constituição cidadã de 1988, garantia de direitos básicos, acesso a direitos básicos pelas mais variadas classes sociais, posicionamento e importância do profissional tecnólogo em radiologia na área de saúde – especialmente no sistema único de saúde (SUS) – os temas podem trazer as mais ferozes discussões, então o professor precisa ser um bom mediador e compreender a hora de provocar o debate e a hora de diminuir sua intensidade, apresentando novos argumentos ou encerrando a discussão produtiva do tema de forma a concluir e apresentar uma forma interessante de pensar sobre aquilo, por exemplo.

Outro ponto fundamental é a discussão da portaria 453 da ANVISA que trata das diretrizes básicas de proteção radiológica as radiações ionizantes. Os princípios tratados nessa portaria devem ter a maior atenção do profissional e do professor que ministrará a matéria, já que fazem parte da rotina do profissional que deve compreender as formas de proteção radiológica que garantem não apenas a sua saúde como também dos seus pacientes. Compreende-se por meio desta e da apresentação do professor a importância de se utilizar o dosímetro, por exemplo, o porquê do nosso dever de oferecer as roupas pumblíferas aos acompanhantes quando for necessária sua presença na sala de exames, do porquê de proteger com o saiote pumblífero o homem e a mulher em idade fértil especialmente, qual a maneira de proceder em caso da necessidade de se realizar um exame radiológico em uma paciente gestante, enfim, são diversos os pontos que exigem atenção do profissional e do docente.

É importante observar que esta portaria trata não somente dos serviços de radiologia, como dos profissionais, das pessoas físicas que recebem e prestam serviços, das pessoas jurídicas que oferecem o serviço, dos formuladores de políticas públicas que tratem com radiação ionizante e daqueles que produzem os materiais e equipamentos utilizados nos serviços de radiologia.

Conclusão

A matéria de direitos humanos discute pontos básicos que cabem ao indivíduo na sociedade, sejam eles direitos ou deveres, a maneira ideal do profissional tratar os pacientes, com os princípios de respeito à dignidade humana e sua integridade. Os debates são interessantes, os discentes defendem seus pontos de vista e também aprendem com o do colega e do docente. O aprendizado da portaria 453 é indispensável a saúde dos pacientes e dos profissionais e ocupa grande parte das aulas, é uma matéria realmente proveitosa.

Guilherme Reis, graduado em tecnologia em radiologia no ano de 2013 pela universidade anhanguera.



 

Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos