Disciplinas de Cursos Superiores

Análises das matérias de cursos superiores escritas por estudantes universitários e graduados das universidades: USP, UFMG, UNIP, UERJ, UFJF, UFOP, UNIFESP, Unigranrio, PUC-SP, UFSC, Fatec-SP, UFABC, UFF, UFPI, ULBRA, entre outras.


Faculdade de Biomedicina: Disciplina Histologia



O que é a disciplina?

Na disciplina de histologia em nível superior, analisamos as características anatômicas e fisiológicas dos tecidos fundamentais que compõem o organismo humano. A disciplina aborda a fisiologia desse arranjo de células que chamamos de tecidos em forma de aula teórica e a anatomia desse arranjo de células que chamamos de tecidos em aulas práticas. São estudados os seguintes tecidos biológicos fundamentais: tecido epitelial, tecido conjuntivo, tecido ósseo, tecido cartilaginoso, tecido adiposo, tecido muscular e tecido nervoso, alem de suas organalogias. Dentro do estudo de cada tecido biológico, aborda-se a classificação desses tecidos e características anatômicas e fisiológicas das células que o compõe. Nas aulas práticas, realizadas em laboratório, são examinadas em microscópios ópticos lâminas histológicas desses tecidos.

Qual o nível de dificuldade da disciplina e qual nível de dedicação exigido?

Bom, o nível de dificuldade tem relação com a quantidade e volume de conteúdo da matéria. Como se estuda a fisiologia e anatomia de praticamente todos os tipos de tecido, o conteúdo de estudo e dedicação pessoal à disciplina é enorme. No meu caso, além de provas teóricas eram exigidas provas práticas, onde eu tinha que visualizar, identificar e caracterizar o tecido observado na lâmina. O problema para mim foi a quantidade de aulas práticas, que não foram suficientes para memorizar e analisar com atenção as células dos tecidos.

Quais as principais dificuldades enfrentadas pelo discente?

A dificuldade começa quando imaginamos quantos tecidos diferentes existem no organismo. Na UFABC o período letivo é diferenciado de outras universidades, adota-se um esquema quadrimestral (3 a 4 meses) consequentemente torna-se muito mais difícil abordar os temas com clareza e calma. Cada tecido demanda um estudo aprofundado, inclusive em aulas práticas, e estudo individual, para que o conteúdo denso seja bem assimilado pelo discente e bem trabalhado pelo docente.

Outra dificuldade que senti foi na produção de relatórios das aulas práticas. O tempo era curto para que observássemos as lâminas e desenhássemos cada lâmina no relatório, identificando suas características e classificação. Com a cobrança pelo curto período de tempo, acaba-se por não absorver o conteúdo de forma proveitosa.

4. Qual a melhor forma de estudar para essa disciplina? Existe bibliografia para o curso?

A melhor maneira de estudar essa disciplina é através da presença nas aulas expositivas, gerenciamento do seu tempo durante as aulas práticas, e estudo individual, com a bibliografia sugerida, a cada aula. Acho importante salientar que se o discente deixar acumular conteúdo, a chance de se perder na disciplina é grande, pela grande carga de assuntos trabalhados.

A bibliografia geralmente recomendada é um atlas de histologia para acompanhamento durante as aulas práticas, e um Manual de Histologia da preferência do docente, ambos são caros, por isso é interessante observar se a biblioteca da universidade oferece algum exemplar, o que é o caso da UFABC.

Conclusão

O estudo da histologia é a base para o estudo dos sistemas biológicos como um todo, pois na histologia nos são apresentados os tecidos fundamentais e como eles funcionam, como eles se comportam, e como se organizam no organismo humano – isolados ou em conjunto com outros tecidos. Mais do que essencial e indispensável, essa disciplina é complexa pela riqueza de detalhes apresentados e densidade de conteúdo para ser assimilado.

Entender os processos biológicos os quais são submetidos o organismo humano, assim como o funcionamento dos sistemas biológicos e dos órgãos presentes no corpo, requer conhecimento do aluno de como as células se comportam nos tecidos e como se organizam para enfim formarem estruturas biológicas estáveis e compatíveis com a vida a qual conhecemos. Essa é uma disciplina que exige disponibilidade de tempo para estudo individual, prática e familiaridade com microscópio óptico em laboratório – além de preparo de lâminas histológicas, e muita leitura acerca do assunto.

Erika Mendes Daniel, estudante de Engenharia Biomédica da Universidade Federal do ABC



Veja também:

CURSOS NAS ÁREAS:

  • Exatas
  • Humanas
  • Biológicas

© 2016-2017   |   faculdades.inf.br   |   Em Jesus Cristo nós confiamos